19/09/2011

Funk sem Fronteiras

Com o projeto FunkeLakeBosa, os alemães Dirk Diersing e Ralf Eckert provam que o Funk bom não tem mais cor e nem nacionalidade.
 
 
 
 

Não poderia ter um nome mais apropriado do que "21th Century Funk" para o segundo álbum da dupla alemã Ralf Eckert, mais conhecido como Ralf-e e Dirk Diersing que tem o nome de guerra DeeZee, que são responsáveis pelo ótimo e supreendente projeto FukeLakeBosa.

Neste Século 21 onde a Internet derrubou qualquer tipo de fronteira, O Funk não é mais privilégio dos negros americanos. Claro que eles são a fonte de inspiração, mas hoje não existe mais o purismo de outros tempos e assim o Funk se renovou e sobreviveu.

Hoje temos suecos, australianos, holandeses, neozelandeses, croatas, poloneses, japoneses, alemães e até russos produzindo música negra das melhores. E nenhum tem melanina na sua carga genética. Basta um vasto conhecimento musical, talento e um computador nas mãos.

Claro que eles não são bobos e na maioria dos casos, eles escolhem vocalistas negros para dar o toque de autencidade para suas músicas. E o FunkLakeBosa não foge a regra. Temos o fabuloso Jesse Lee Davis dando as caras em duas faixas brilhantes e rapper LayZee em outra.

O álbum é simplesmente soberbo. Praticamente todo instrumental com arranjos criativos e uma modernidadde sem igual. As referências da velha escola estão todas aqui. Desde James Brown na faixa título, até o Som da Filadélfia e da Salsoul na faixa "Deo-Don-Dato".

Mas é nas faixa que tem o cantor Jesse Lee Davis que o FunkeLakeBosa se torna ítem obrigatório. A música que abre o álbum "Let My Soul Go" é simplesmente espetacular. Talvez a melhor música desse ano sem dúvida. O comecinho com estilão Barry White é fascinante.

Outra que Jesse Lee Davis simplesmente arrebenta é "I Can Feeeel It". Esta bem mais calminha, bem mais cadenciada mas não menos saborosa. E ainda de quebra temos um rap bem no estilão Old School que é a faixa "Work"com LayZee nos vocais.

Outros destaques são "VibraLaCuba", uma sapatada Funk com alguns elementos latinos,"Jam Jam" que tem um vibrafone alucinante, "For Your Love" que percorre os caminhos da Disco com direito a vocoders, e ainda temos a maravilha que é a faixa "The Bank Is Wining".

Altamente recomendado!


Sérgio Scarpelli