07/05/2012

Com o Pé Direito

O ótimo produtor Ray Lugo estréía carreira solo com o álbum "We Walk Around Like This" que é uma mistureba fantástica de ritmos.
 
 
 
 

Por mais de uma década, Ray Lugo já cruzou o mundo mostrando seus funky grooves com batidas africanas fazendo parte da incrível banda Kokolo de Nova Iorque que chegou até a ser chamada de Afrobeat Orchestra tamanha a influência dos ritmos africanos.

E por mais que o Kokolo teve uma trajetória muito bem sucedida, a partir de 2009, Ray Lugo começou a expandir o leque de sua produção musical sob a faceta LES Express. para explorar seu interesse de longa data no clássico "Boogaloo" som da década de 1960.

Pra quem não sabe "Boogaloo" é uma espécie de Funk/Soul criado a partir de ritmos latinos como o Mambo por exemplo, e que foi o som muito popular em Nova Iorque durante os anos 60. E nada mais natural do que um Venezuelano radicado na Big Apple explorar a vertente.

Foi assim que  ele montou a banda Ray Lugo & The Destroyers Boogaloo em 2011, culminando com o álbum "Mi Watusi"  simplesmente aclamado pela crítica. Tem uma faixa chamada "El Bantu" que é uma mistura de Isaac Hayes com Tito Puentes. Uma loucura.

Mas a melhor parte da história ainda estava por vir. Mr Lugo decidiu dar seu primeiro vôo solo e fez sem dúvida seu melhor trabalho até aqui, o inventivo álbum "We Walk Around Like This" que é uma das melhores misturebas de ritmos e gêneros que ouvi nos últimos tempos.

Um álbum onde ele mostra um ecletismo fulminate explorando sons desde a nossa Bahia, até San Juan de Porto Rico e o próprio bairro negro Harlem de sua Nova Iorque. Ou seja, seus funky grooves sempre inspirados abrem para todos os rimos dançantes.

Como o próprio Ray Lugo define "We Walk Around Like This" é um álbum de muitos sons para muitas pessoas. Porque ele é de uma época que não havia muitas divisões para os sons como existe hoje. "Ouvia Bob James e Kraftwerk e curtia os dois e pronto", diz Ray Lugo

Esta abordagem de mente aberta para a música é amplamente refletido ao longo "We Walk Around Like This". A impressão que a gente tem é que está diante de uma música que não se sabe qual é mas que vale a pena escutar até a última nota. Música boa mesmo!

Isso é reforçado pelas colaborações inusitadas que vai desde a brasileira Elani, a chinesa Shelby Charnoff , o indiano Kavin Paulraj, o percussionista Fernando Velez do grupo de Dap Kings, até a ótima e lindíssima cantora australiana Roxie Ray, ponto alto do álbum.

Destaque 5 estrelas para a estonteante "Love Me Good" que é uma das melhores quebradeiras Funk que ouvi nos últimos tempos. Temos uma batida alucinante e a beldade Roxie Ray mandando muito bem nos vocais. Ela também arrasa na faixa "The Feeling Gone".

Ainda temos "Sambazooka", um tremendo funkão cantado em português por Elani. Ela também brilha em "I Dream Of Bahia" num Cachaça Edit. E como se tudo isso não bastasse temos as fantásticas instrumentais "Bubbles For Shiloh" e "Ma Fleur De Marseille".

Altamente recomendado!


Sérgio Scarpelli



Para conhecer o álbum acesse raylugo.org