01/03/2013

Choque na Alma!

Em seu novo álbum Jamie Lidell coloca o Funk/Soul dos anos 80 na tomada e faz mais um grande álbum de música black eletrônica.
 
 
 
 

Ele é um cara divertido e totalmente irônico. Soul singer dos bons que significa frescor na música. Sua alma é negra e sua música também. E usa todos os recursos eletrônicos para obter um som que parece ter vindo lá de Detroit dos Anos 60 ou de Mineápolis dos Anos 80. Ele é o "Cientista do Soul".

Jamie Lidell acaba de lançar seu quinto álbum que leva apenas o seu nome e é um choque em termos musicais. Choque em todos os sentidos que você pode imaginar. Choque porque seu som nasce na corrente elétrica de seus computadores. Choque porque é uma sacudida na vertente.

Sim Jamie Lidell fez o novo de novo. Não teve medo de ser mais uma vez ousado e de correr o risco de não ser entendido. Casou perfeitamente suas referências de Prince, Gap Band e Cameo com uma música eletrônica vanguardista e pesadona. É como se tudo fosse feito um para o outro desde sempre.

Jamie Lidell é um homem emocional. A escolha de viver em um dos berços de sua maior paixão vai além dos motivos econômicos.Um ambiente calmo e histórico onde há música no ar. Tanto que o álbum todo foi escrito e gravado na própria Nashville. Por isso seu som soa tão genuíno.

E sempre que ouço pela primeira vez um álbum de Jamie Lidell, a primeira sensação é que não estou pronto pra ele. Que o mundo musical não está pronto pra ele. É capaz de embelezar cada nota de suas músicas com uma quantidade enorme de surpresa e arrogância.

E aí fica aquela impressão de que você escutou algo bom mas que não entendeu. Mas ao ouvir pela segunda vez com atenção e mente aberta, o álbum soa como um deleite para os apaixonados pelo groove black. Realmenete Jamie Lidell é feito para os Brothers & Sisters.

Destaque cinco estrelas para a faixa "Do Yourself A Favor" que é um tremendo funkasso com batida e pegada da Velha Escola. Simplesmente sensacional. Outra martelada na alma é "In Your MInd" que mistura simplesmente influências de um Prince e de um Zapp na mesma música.

"Jamie Lidell"
ainda conta com outras faixas incríveis como a estanhamente deliciosa "You Naked" (veja o video aqui  http://t.co/7PC5KyPE ) e as sapatadas "I'm Selfish", "Blaming Something" e "Big Love". Enfim sinto-me com a alma revigorada. Afinal tomei um baita choque dos bons!

Altamente recomendado!


Sérgio Scarpelli