21/07/2012

Adorável Regresso

Depois de quase uma década de sua estréia, Joss Stone retoma sua fórmula original, volta para sua zona de conforto e brilha novamente
 
 
 
 

Há exatos 9 anos surgia na Inglaterra uma menina loira, linda, de apenas 16 anos com uma voz forte e pronta. Cantando velhos clásicos da Soul Music de um jeito meio mundando, com os  pés descalços e conquistando o mundo rapidinho. Era simplesmente ela, Joss Stone.

Desde então, Joss Stone seguiu seu próprio caminho, escrevendo suas próprias músicas. Nunca abandonou a Soul Music na essência, mas claro que foi se moldando ao mercado fonográfico e se tornando uma cantora cada vez mais Pop e mais distante do início surpreendente e arrasador.

Seis álbuns se seguiram e coincidentemente com decréscimo de qualidade e de êxito a cada álbum. Não que Joss Stone tenha virado uma qualquer e nem uma cantora decadente. Tem muito talento aí. Mas ela foi perdendo seu foco musical e isso foi um erro gritante.

Papéis na televisão, cinema e videogame reuniram-se com indiferença comparável. Não renderam os aplausos esperados. Mas se a gente parar pra pensar, Joss Stone tem apenas 25 anos. Ou seja, tem tempo e fôlego de sobra para dar uma virada em tudo que está aí.

E ela começou a fazer isso. Voltando ao básico e a fórmula que a consagrou. Voltando ao estilo musical que a diferencia das outras cantoras. Voltando a trabalhar com quem viu em Joss Stone uma pedra preciosa que precisava de pouca ladidação,
seu produtor original Steve Greenberg.

Assim nasceu o ótimo "The Soul Sessions Vol.2 " que será lançado no próximo dia 23 em todo Reino Unido e que promete retomar a carreira de Joss Stone. E pelo que eu ouvi tem tudo para isso. Reencontrei aqui a Joss Stone dos dois primeiros álbuns e fiquei feliz.

Joss Stone nasceu para cantar Soul Music e domina este território como poucas. Por mais que sua beleza, seu estilo jovial e sua sensualidade a empurre para o mundo Pop, esta inglesinha é uma cantora de nicho. É uma cantora muito mais espiritual do que visual.

O repertório foi meticulosamente escolhido já que temos aqui grandes clásicos da Soul Music, mas não necessariamente grandes sucessos com exceção de "Teardrops" da lendária dupla Womack & Womack. Temos também Chi Lites, The Jam, Broken Bells entre outros.

"The Soul Sessions Vol.2 " é o melhor e mais focado álbum de Joss Stone desde "The Soul Sessions" e "Mind, Body & Soul". É delicioso do começo ao fim, muito bem produzido e temos aqui uma Joss Stone como ela sempre deveria ter sido. É um resgate e tanto.

Destaque cindo estrelas para as faixas "Stone Out Of My Mind", "Teardrops" e "Pilow Talk". Lindas de arrepiar e as melhores do álbum . Mas temos outras maravilhas como "(For God Sake) Give More Power To The People", "I Got The Blues" e "While You're Out Looking For Sugar".

Adorável regresso as origens. Altamente recomendado!


Sérgio Scarpelli