10/03/2012

Soul do Século XXI

A nigeriana Nneka lança o ótimo álbum "Soul Is Heavy" que é um dos mais significativos representantes da música negra moderna.
 
 
 
 

Ela se chama Nneka. A pronúncia correta é "En-Nay-Kah". Nasceu na Nigéria, aos 20 anos se mudou para Alemanha e em 2005 surpreendeu o mundo da música negra com o estranhamente ótimo “Victim of Truth" . Estava nascendo ali o que podemos chamar de som negro do Século XXI.

Nneka é uma cantora engajada. Sempre esteve preocupada com a situação de seu povo. Foi quando percebeu que nada adiantaria ficar reclando sem tomar alguma atitude. Na Alemanha para estudou música e antropologia sem jamais virar as costas para seu país e seus ideais,

Nneka criou assim uma espécie de música de protesto mas sem ser chata. Como ela mesmo diz, a sua música reflete a responsabilidade social que sente para com a Nigéria. E a partir disso, foi criando músicas ricas com altas doses de R&B, Soul, Hip Hop e timbres africanos.

Pois bem Nneka lançou agora nos Estados Unidos seu terceiro álbum "Soul Is Heavy". Para ela o álbum reflete a sua verdade. Ela explora temas que a incomodam no mundo de hoje. Mas há espaço também para o amor, sinceridade e franqueza de sentimentos.

Com uma combinação incrível de batidas hip-hop, melodias fortes e uma seção de metais espectacular, "Soul Is Heavy" sem dúvida é o álbum mais bem acabado e mais bem resolvido de Nneka. O que antes era um talento meio selvagem, hoje está bem dirigido.

Não que tenha perdido autenticidade ou qualquer frescor, mas agora dá pra entender muito bem onde Nneka que chegar na música."Soul is Heavy" é simultaneamente afirmativo e contundente ao abordar seus temas, mas tem uma certa leveza Soul que o torna mais palatável.

O álbum foi novamente produzido pelo amigo e co-escritor DJ Farhot, e mixado pela incrível dupla Tom Elmhirst e Philippe Weiss, que trabalharam com Amy Winehouse, Adele e CeeLo Green. E ainda conta com colaborações como de Black Thought (The Roots) e Ms. Dynamite.

Essa ficha técnica contundente afirma as credenciais de Nneka como uma estrela em rápida ascensão na música. Principalmente saindo da cena alternativa europeia e desembarcando nos Estados Unidos pela segunda vez. Ela realmente vai longe, disso não tenho dúvida.

A sua energia natural, esperança e otimismo em músicas como "Shining Strar" e as suas obsevações certeiras sobre a vida em "No Doubt" por exemplo, fazem de "Soul is Heavy" um álbum ambicioso e importante, em que a cantora se reinventa honestamente e com uma grande sensibilidade.

Destaque 5 estrelas para as faixas "Shining Star" que ensina pra esta moçada mais desavisada como um R&B moderno deve ser, e "My Home" que é uma música simplesmente arrepiante e forte, com Nneka arrancando suspiros dos ouvidos mais atentos a boa música.

Outras faixas sublimes são "Don't Even Think",  "Stay", "Do You Love Me Now", "Valley" e "Still I Rise"que tem a colaboração de Wura Samba e Mohammed. Enfim se a música negra procura um som para representá-la neste começo de Século XXI, Nneka é forte candidata!

Altamente recomendado!


Sérgio Scarpelli