03/10/2011

Roots Total

Em seu 9º álbum, “Black And White America”, Lenny Kravitz resgata não só suas raízes musicais como também temas de sua vida e de sua raça.
 
 
 
 

O título “Black And White America” do 9º álbum de estúdio de Lenny Kravitz retrata muito bem sua intenção de resgatar de suas raízes. Ele é alusivo a história de sua própria origem. Seu pai branco que se casou com sua mãe negra em 1963, e que na época, corriam perigo por causa da união.

E este resgate não termina por aí. O som de Lenny Kravitz que perambulou durante muito tempo pelo mundo Pop, volta a fazer as pazes com a Black Music. Temos muito Funk por exemplo, além de um Rock and Roll setentista com guitarras sujas e voz rasgada.

Claro que tudo conversa muito bem com a trajetória do cantor até então. Ou seja, mesmo voltando às raízes ele dá um tempero Pop em todas as faixas. Mas isso é o de menos. Temos aqui um dos melhores álbuns do ano com um Lenny Kravitz em plena forma criativa.

O músico compôs sozinho 12 das 16 músicas do álbum e tocou as guitarras, piano, sintetizador, baixo, bateria e obviamente, cantou. E não só isso, ele também produziu tudo e acertou em cheio. Temos músicas aqui simplesmente sensacionais e letras convincentes.

Além de temas como o racismo que ele sentiu na própria pele, ele também fala de amor, otimismo e estilo de vida. Tudo embalado com um som muito bem feito, arranjos simples e ao mesmo tempo certeiros, e de um extremo bom gosto no acabamento das músicas.

O álbum é bom por completo mas tem 4 faixas simplesmente fantásticas. Como a faixa título “Black And White America” em que ele conta a história dos seus pais embalado por um Funk matador, cheio de groove e com uma linha de baixo estonteante. Musicassa!

Outra faixa soberba é "Liquid Jesus" onde Lenny Kravitz parece ter recebido o espírito de Marvin Gaye. Realmente a música tem a levada bem no estilão do gênio da Motown, inclusive no que diz respeito aos vocais. É algo de muito bom na música que surgiu este ano.

O Funk rasgado "Life Ain't Ever Been Better Than It Is Now" e a bela "Sunflower" em que ele tem a colaboração do rapper canadense Drake, também arrasam tudo. Outros destaques são ome "On Get It", "In The Black", “The Faith Of A Child” e "Rock Star City Life"

Tirando a faixa com Jay Z, tudo aqui é altamente recomendado.


Sérgio Scarpelli