30/01/2013

Para Sempre Lady T!

Mais do que um registro histórico de Teena Marie, o álbum póstumo "Beautiful" é uma declaração de amor de filha para a mãe.
 
 
 
 

Teena Marie
foi uma cantora a frente do seu tempo. Quebrou paradígmas, saiu do óbvio e se tornou uma estrela branca numa casa negra. Teena Marie nasceu artísticamente dentro de uma dos maiores berços da música negra. Simplesmente a Motown de tanta gente boa, inclusive Ricky James seu mentor.

Em 1976 a então menina Mary Christine Brockert (nome verdadeiro de Teena Marie)  ganhou a atenção do produtor Hal Davis que tentava criar um grupo com a talentosa menina como vocalista. O todo poderoso Berry Gordy arquivou o projeto de Davis, mas alçou Teena Marie como estrela solo.

Ela gravou inúmeras músicas com diversos produtores mas foi o encontro com o astro Rick James que mudaria sua vida para sempre.  Rick James ficou tão impressionado como o talento de Teena que simplesmente deixou de produzir Diana Ross para trabalhar com Lady T.

E daí nasceu uma parceria maravilhosa que fez de Teena Marie um dos maiores nomes da Motown e da própria Soul Music tanto que ganhou o título de "Ivory Queen of Soul". Podemos dizer que  Lady T é o episódio que deu origem a série Joss Stone, Duffy, Amy Winehouse e Adele.

Mas esta história bonita de talento e sucesso terminou no dia 26 de dezembro de 2010 quando Lady T fechou os olhos para sempre, aos 54 anos de idade. Uma perda irreparável porque a diva branca era muito jovem ainda e jamais deixou de produzir músicas boas, mesmo numa fase mais low profile de sua carreira.

Prova disso é este álbum póstumo "Beautiful" lançado dois anos após sua morte. Não se trata de oportunismo de gravadoras ou produtores vorazes por dinheiro. Este álbum é uma prova de amor de filha para mãe, já que todo este projeto foi desenhado e executado pela filha de Marie, a jovem Alia Rose.

No lançamento do álbum Alia Rose confessou que começou a trabalhar neste projeto um dia após o funeral de sua mãe. Ela sabia que Teena Marie tinha um vasto material gravado e de excelente qualidade musical e queria dar este presente para sua mãe, mesmo se tratando de um álbum póstumo.

E Alia tinha muita razão em seguir neste projeto pois "Beautiful" é um discasso de Soul Music. Uma aula de bom gosto e de sensibilidade. Temos uma Lady T em plena forma e cantando como nunca. Ou melhor, como sempre!  A maior emoção deste trabalho é o orgulho de uma filha pelo que sua mãe foi.

Quando a luz de uma estrela mundial escurece antes do tempo, pode ser difícil de abater uma versão final do que é que vai devidamente capturar sua essência, mas "Beautiful" é bem sucedido em fazer exatamente isso, transmitindo a alma da cantora, compositora e instrumentista notável.

Destaque 5 estrelas para a faixa "Luv Letter". Um musicão com melodia bonita, belo arranjo e uma Teena Marie arrebentando em todas as notas. Já entra na listinha de músicas do ano. Outras belas faixas são "Sweet Baby", "Maria Bonita", "Love Starved" e a faixa título que é uma obra prima também.

Que pena que ela se foi. Altamente recomendado!


Sérgio Scarpelli