05/11/2008

Visioneers - Dirty Old Hip Hop

Marc Mac do 4 Hero apresenta um projeto magnífico que funde o jazz com Hip Hop.

 
 
 
 
Sem querer ser exagerado, talvez esteja falando aqui de um dos melhores projetos voltados a música negra dos últimos tempos. Pelo menos é um dos mais inventivos com certeza. E não me supreende em nada vir de quem veio. O trabalho de Marc Mac é extremamente competente. Ele consegue elevar a música negra para o mais alto grau de qualidade. Seja com o seu 4 Hero, seja com suas produções para Jill Scott, Vikter Duplaix, Ultra Nate, Terry Callier, Ursula Rucker e Shaun Escoffery.

Marc Marc é um arquiteto musical por excelência. Ele usa o recursos eletrônicos para construir grooves riquíssimos. É uma modernidade inata e não proposital ou fabricada. A maior prova viva disso é este seu projeto chamado Visoneers. Um assombro, gente. Daquele tipo de álbum que soa esquisito no começo mas faz todo sentido quando você acaba de ouvir. Aí pinta aquela vontade incontrolável de ouvir tudo novamente. E tudo soa fantástico. Arriscaria dizer que Visoneers é o mais fiel sucessor do projeto Jazzmatazz do Guru.

Segundo o próprio Marc, a idéia deste projeto surgiu graças ao radicalismo dos puristas do Jazz que torcem o nariz para o Hip Hop. Aí os artistas de Hip Hop são obrigados a samplear o Jazz usando-o meio que na força.

E este projeto Visoneers tem o objetivo de entregar o Jazz de mão beijada aos "Hip Hoppers" para eles desenvolverem sua música, sem samplers e com toda liberdade. Sem ninguém fazendo cara feia. E digo, é impossível fazer cara feia para o que ouvimos aqui.

A melhor faixa sem nenhuma sombra de dúvida é "Ike's Mood I".

Um remake delicioso do mestre Isaac Hayes. Aqui Marc usa toda sua criatividade para modernizar um antigo clássico sem tirar sua essência natural. Outro groove estonteante é "Replay" que abre o disco. "Dirty Old Bossa Nova" , "The World Is Yours" e "Funk Box" são outras altamente recomendáveis.

Contribuem para o projeto Visoneers, músicos como Brad Somatik e Luke Parkhouse (baterirista do 4 Hero), e vocalistas como Capitol A e Voice. E para aqueles que sonham em ver um show do Visoneers, Marc Mac avisa que se trata-se apenas de um projeto de estúdio e não uma banda em si. Fiquemos com o CD então que já tá bom demais.

Sérgio Scarpelli

16/11/2007 09:24:12