03/12/2008

The Bamboos - Side-Stepper

Em novo álbum, The Bamboos prova que o futuro do funk continua cada vez mais risonho.
 
 
 
 

Até bem pouco tempo pensava que as coisas mais interessantes da Austrália fossem a Kyle Minogue, os Cangurus e algumas Campeãs Olímpicas de Natação. Até que em 2006 eu descobri o grupo de Deep Funk, The Bamboos. Não que a música australiana já não tenha revelado muitos bons nomes na música como a própria Kyle, Men at Work, INXS e mais recentemente Sia.

Mas é que o The Bamboos realmente são muito interessantes. Liderados por Lance Ferguson (que também tem outro projeto chamado Lanu), a banda é formado pelo trompetista Ross Irwin, o baterista Danny Farrugia, o baixista Yuri Pavlinov, o teclista Dustin McLean, e os saxofonistas Anton Delecca e Philip Noy.

A sorte da banda mudou quando eles começaram a abrir os shows do Quantic em turnê pela Austrália. O The Bamboos chamaram a atenção de ninguém menos que Alice Russel que se tornou uma espécie de fada madrinha da banda. Assim, eles contaram com o apoio do selo inglês Tru Thoughts e do selo americano Ubiquity Records e lançaram o álbum “Step It Up”.

Claro que em uma das faixas a madrinha deu uma canja e os caras aconteceram. Um ano depois viria o álbum “Rawlife”, agora com um time de cantoras. Além de Alice Russell, Kylie Auldist, Tyra Hammond, Fallon Williams e Omega Watts participarm do disco. Outro arraso.
 
Como parece que funk bom nasce na Austrália que nem Canguru, recentemente o The Bamboos lançaram  seu melhor disco. “Side-Stepper” é um álbum de Deep Funk e Deep Soul, mas parece que a banda conseguiu equilibrar mais as coisas fazendo algo mais palatável para outros públicos. E não só para um nicho como nos anteriores.

E aí minha gente, sai de baixo. Os caras capricharam nos arranjos, na metaleira , no repertório e novamente nos vocais: Paul MacInnes, TY, Kylie Auldist e Megan Washington. Hoje posso afirmar que o Funk Australiano respira e transpira saúde. Seja no lado mais Deep como o The Bamboos e Auldist, seja no lado mais Disco com Nude Continuum e Bennson.

Os destaques de  “Side-Stepper” ficam a cargo das faixas "Can’t Help Myself “com vocais de TY, “Move On"com Paul MacInnes (a melhor de todas), “King Of The Rodeo” com Megan Washington e “Now That You Are Mine” com Kyle Auldist.

Sérgio Scarpelli