20/06/2009

History - Past, Present And Future.

No álbum duplo History, Michael Jackson já começava a dar sinais claros de sua decadência.
 
 
 
 

Cada vez mais branco, cada vez mais esquisito e cada vez mais pop. "History" para mim era um sinal claro que Michael Jackson estava perdendo sua veia artística. Como "History" era duplo e trazia num disco uma coletânea formada  por músicas de "Off The Wall", "Thriller", "Dangerous" e "Bad", e no outro um punhado de músicas novas a comparação era inevitável. Michael estava perdendo sua alma soul.

Lembro quando ouvi "History"pela primeria vez. Passei batido pela coletânea e fui direto ouvir as inéditas. Já conhecia e adorava "Scream" num dueto impagável com sua irmã Janet Jackson, mas mesmo assim esperava por algo mais e não encontrava. Só reconheci o Michael Jackson que aprendi a amar nas baladas "You're Not Alone "(R.Kelly) e "Stranger in Moscow"essa sim uma verdadeira música de Jacko.

Claro que por tido um esforço e um investimento muito grande da Sony, "History" não foi um fiasco. Foram gastos 30 milhões de dólares em publicidade e propaganda para o lançamento do álbum e divulgação de cinco compactos. Até Spike Lee foi escalado para filmar um clip de Michael Jackson. Foi a maior campanha de marketing já montada para promover um disco. History vendeu mais de 25 milhões de cópias.

Mas como um fã que sempre acompanhou a carreira de Michael Jackson e que aprendeu a ouvir música negra por causa dele, posso afirmar que "History"carece de criatividade e inspiração. Mostra um Michael Jackson burocrático, branco e longe das suas origens da Motown. O álbum constata que Michael Jackson não estava branco só na pele. Esqueceu de quem era, o que fazia e que música cantava!

Sérgio Scarpelli