16/07/2010

Totalmente Sedutor

Depois do Cool Million, Rob Hardt ataca agora com o projeto Seductive Souls que está lançando o excelente álbum "Spirit".
 
 
 
 

Quem diria que uma das metades do Cool Million iria estar a frente de outro projeto e tão bom quanto. Sob a batuta de Rob Hardt, o Sedutive Souls lança o excelente álbum "Spirit" que arrisco a dizer que é até melhor que  "Back For More" do próprio Cool Million.

E quem conhece a trajetória destetalentoso produtor Rob Hardt não se surpreende nada com isso. Ele já está hea muito tempo na estrada e já trabalhou com gente graúda da Soul Music como Chaka Kahn, Zapp, Keith Sweat e descobriu novos talentos como Donald McCollum.

Falando do Seductive Souls, é um grupo que faz jus ao nome. Realmente seu som é totalmente sedutor graças as raízes da Soul Music de Rob e sua verdadeira paixão pelos grooves mais retrôs que dá todo sabor ao álbum "Spirit" que é soberbo e vibrante

Diria que o álbum é uma celebração a vida de tanta energia que tem. Tem todo um tempero Soulful, Jazzy e Funky. Há uma incrível diversidade de elementos. Os arranjos são riquíssimos com algumas contribuições de instrumentos crus. E os vocais são nervosos e precisos.

O álbum além de super dançante, é gracioso e  profundo, Podemos ouvir seções completas de cordas e trompas. E mesmo que tenha um embasamento lá nos anos 70, principalmente nas levadas boogie, "Spirit" acima de tudo é moderno e urbano.

Tem aquelas levadas estilão Salsoul, Confunkshun ou Earth, Wind & Fire. Mas os acordes também lembram aqueles sons mais contemporâneos de Joey Negro e a sua Sunburst Band. Ou seja, o negócio aqui é música fresca e boa. Balanço na veia!

Como no Cool Million, Rob Hardt fez uma seleão impecável de vocalistas. A começar pelo seu pupilo Donald McCollum presente em duas faixais. Temos também as belas vozes de C.Robert Walker, Michael Arkk, Aaron Washington, Cleo Fernandez e Sulene Fleming.

O álbum "Spirit" é daqueles que vale a pena ter o exemplar físico. Só tem música boa. Desde baladas mais suaves, boogies mais cadenciados, até grooves inspiradíssimos. É tudo muito bem tocado e todas as peças estão perfeitamente encaixadas em cada música.

Quatro faixas são estonteantes de um bom gosto fora do comum. São elas"Come" e"It's Love" que por coincidência tem os vocais de Michael Arkk.  E"Love Don't Hurt At All" com C. Robert Walker e "Favela Funk" com Cleo Fernandez.

Outros destaques ficam por conta do remake do clássico  "Dazz" com Donald McCollum e com direito a Tom Moulton Mix. E ainda a delicosa balada " Your Love" com Aaron Washington e o funkão comandado por C. Robert Walker chamado "One People".

Simplesmente divino e altamente recomendado!


Sérgio Scarpelli