03/12/2008

Especial – Casais da Soul Music

Tema abre a série de especiais de fim de ano do Jazzmasters.
 
 
 
 
Por Sérgio Scarpelli

Uma série de 6 especias marca o final de 2008 e a chegada de 2009 no Jazzmasters. De 6 de dezembro até 10 de janeiro, preparamos um cardápio refinado com grandes momentos da Soul Music. Tem desde especial para Marvin Gaye, para os 50 anos de Motown até uma rasgada homenagem aos incríveis Bailes Black dos anos 70 e 80.

Casais da Soul Music. O que a música uniu o homem jamais vai separar.


Um homem e uma mulher. Pares que resultaram em músicas eternas. Na maioria das vezes, muito românticas e convidativas. São inúmeros hits e exemplos de duetos muito bem sucedidos. Discos célebres como “Diana & Marvin” da Motown ou Roberta Flack & Donny Hathaway da Atlantic Records.

 
 
 
 
Donny Hathaway e Roberta Flack
 
 

Singles multi-platinados como “I Knew You Were Waiting (For Me)” do cantor pop George Michael com a Rainha da Soul Aretha Franklin. Momentos emocionantes como Lisa Stansfield e Barry White. Lisa cresceu ouvindo, se inspirou nele para seguir sua carreira, e muitos anos depois cantaria seu maior hit “All around the world” junto com seu ídolo.
 
Tem também casais que fizeram muito sucesso com um hit e esta música seria regravado mais tarde por outros casais e fariam sucesso novamente. É o caso do mega sucesso choramingão “ Endless Love” que foi gravado originalmente por Diana Ross e Lionel Ritchie e muitos anos  depois seria regravado por Luther Vandross e Mariah Carey.

Mesmo caso de “The closer I get to you” que foi sucesso nas vozes de Roberta Flack e Donny Hathaway. E depois de décadas foi interpretado por Luther Vandross e Beyonce. Aliás vale a nota que este foi um dos últimos hits da vida de Luther.

Tem também histórias muito tristes de casais que fizeram sucesso na música mas foram separados pela morte. Caso de Marvin Gaye e Tammy Terrel que fizeram um duo extraordinário e gravaram uma das músicas mais famosas da história da Motown “Ain't No Mountain High Enough".  Pois bem, eles estavam ensaiando para um show quando Tammy desmaiou nos braços de Marvin e aí foi descoberto o tumor cerebral na moça. Ela partiria aos 24 anos e deixava um Marvin Gaye sozinho e deprimido pela perda.

 
 
 
 
Álbum Diana & Marvin de 1973
 
 

Falando de Marvin Gaye, outra história interessante foi a concepção de seu disco com Diana Ross no começo dos anos 70. Reza a lenda que Marvin só gravou com Diana porque Berry Gordy condiconou isso ao lançamento do álbum "What’s Going On" anos antes. Daí nasceria o antológico “ Diana & Marvin” de 1973. Outra lenda sobre o disco é que Marvin Gaye parou de fumar maconha por respeito a Diana que estava grávida na época das gravações.
 
O filme “ A Dama de Vermelho” reuniu em sua trilha sonora duas das mais belas vozes da música negra de todos os tempos. Simplesmente Stevie Wonder e Dionne Warwick. Em apenas duas faixas os dois dão um verdadeiro show juntos com destaque para a música “It’s you” que aliás era o tema de abertura do filme.

Mais recentemente, em 2004, tivemos o encontro de Ray Charles e Norah Jones. Duas gerações completamente diferentes mas que juntos formaram um casal maravilhoso em “Here We Go Again" que levou o Grammy de melhor gravação do ano.

Patti Austin e James Ingram foram descobertos por Quincy Jones e fizeram parte do álbum “The Dude” como meros desconhecidos. Mais tarde eles resolveram formar um casal e chegaram ao topo da parada com “Baby come To me”.

Ashford & Simpson sempre cantaram em dueto. Era um casal em todos os sentidos. A dupla fez certo sucesso com hits como “Solid” , Found a Cure”, “Street Corner”. Mas foi como produtores e compositores, principalmente nas épocas áureas da Motown e da Disco, que eles chegaram ao estrelato.

 
 
 
 
Ashford & Simpson
 
 

Criaram  alguns dos grandes clássicos para artistas como Marvin Gaye, Ray Charles, Diana Ross, Teddy Pendergrass, Stephany Mills, Glady´s Knight & The Pips, Chaka Khan, Quincy Jones, Brothers Johnson, e tantos outros.  São de autoria de Ashford & Simpson por exemplo "Ain't No Mountain High Enough", "I'm Every Woman" , “The Boss” e mais um monte de hits.

Enfim, exemplos não faltam de casais que conceberam músicas antológicas para a gente. É como aquela célèbre frase dita em casamentos: “O que Deus uniu o homem jamais vai separar”.

Especial Jazzmasters – Casais da Soul Music (Playlist)

1-    Diana Ross & Marvin Gaye – Stop, look, listen (to your heart)
2-    Luther Vandross & Cassandra Wilson – I’m only human
3-    Lemar & Joss Stone – Anniversary
4-    Prince & Tamar – Beautiful, loved & Blessed
5-    Estelle & John Legend – You are
6-    Roberta Flack & Donny Hathaway- You are my heaven
7-    Patty Austin & James Ingram – Baby Come to me
8-    Carleen Anderson & Paul Weller – Wanna be where you are
9-    Chaka Khan & Michael McDonald – You belong to me
10- George Michael & Mary J. Blige – As
11- Ashford & Simpson – Solid
12- Barry White & Lisa Stansfield – All around the world


 
 
 
 
Estelle e John Legend