06/11/2008

Swing Out Sister – Beautiful Mess

Novo CD do Swing out Sister. Exclusivo para os Japoneses

 
 
 
 
Felizes daqueles que moram no Japão. Como se não bastasse ser o país do sol nascente, agora também é o país da música nascente. Isso mesmo. O novo álbum do Swing Out Sister "Beautiful Mess" só saiu por enquanto por lá. Pior que eu revirei todos os sites britânicos de música e só tem o álbum importado mesmo do Japão. Mas isso tem explicação.

Depois do boom do Swing Out Sister no mundo inteiro nos anos 80, suas vendagens decaíram através dos tempos. Isso é mais do que natural salvo raríssimas exceções. Só que no Japão isso não aconteceu. O Swing Out Sister, assim como outros grupos tipo Incognito, continuaram bombando por lá. Principalmente depois de ter composto especialmente o tema de abertura de uma novela nipônica muito popular "The Midday Moon". A música era a belíssima balada "You're not here" que ganhou o grande prêmio de melhor single internacional do Japão em 1997.

Como eles não são bobos nem nada, focaram sua carreira daí em diante na terra do sushi. E isso continua até hoje. Tanto, como disse antes  o novo álbum da banda só existe lá por aquelas bandas. Mas como tenho meus contatos por lá, tive acesso ao disco e digo que fiquei muito surpreso. Esperava aquele estilão Bacarach de sempre, mas o que eu ouvi foi um pop modernão bem influenciado pela música eletrônica atual.
E apesar de ter estranhado tudo no disco, inclusive os vocais de Corinne, gostei do que eu ouvi.

É mais um belo álbum do grupo. Sempre chique, sempre melódico, mas bem diferentão. A música que causa maior supresa é "Secret Love" que vem carregada de acordes eletrônicos. Mas garanto que na segunda ouvida, ela cai muito bem.

"Butterfly" é outra que adorei. Principalmente a versão remix que vem de bônus.

"Out there" é uma das minhas preferidas, assim como "Something Every Day" que abre o disco.

É o melhor álbum do Swing Out Sister? De jeito nenhum. Mas é um belo exemplar da banda que finca o pé no século 21. Mesmo bem longe da gente, do outro lado do mundo.

Sérgio Scarpelli

04/05/2008 21:50:11