06/03/2009

Laura Izibor. A Aposta para 2009

Cantora irlandesa de Soul Music é apontada pela Rolling Stone como uma das artistas que vão estourar neste ano.
 
 
 
 

O mês de maio ainda está meio longe, mesmo assim crescem as expectativas sobre um certa e bela cantora irlandesa chamada Laura Izibor. É que está marcado para dia 18 de maio, o lançamento de seu álbum de estréia "Let the Truth Be Told" que tem tudo para ser sucesso absoluto

Eleita pela Revista Rolling Stone americana como “Faces To Watching 2009 ”Laura Izibor emplacou de cara o single "From My Heart to Yours" (já executado no Jazzmasters – Edição 391)  e seu segundo single “Shine” (maravilhoso!) lançado recentemente também vai indo muito bem.

Fora que a menina de 21 anos anda abrindo os shows de Estelle e John Legend e pelos comentários está causando furor com seu pianinho e sua voz deslumbrante. Fazendo uma comparação meio grosseira, só pra localizar, Laura é um misto de Amy Winehouse com Lauryn Hill.

Ainda adolescente em Dublin na Irlanda, Laura Izibor descobriu que podia ser cantora aos 13 anos em sua escola. Dois anos depois começou a aperfeiçoar a sua técnica com aulas de canto e de piano. E acabou ganhando um concurso de uma rádio local “Irlanda 2FM Song” e chamou a atenção de todos em seu país.

 
 
 
 

Aos 17 anos assinou contrato com a Jive Records e começou a a gravar partes do seu álbum em várias cidades como Nova Iorque, Filadélfia, Atlanta e Dublin. Só que o álbum não rolou em 3 anos e Laura Izibor se desligou da Jive para assinar com a Atlantic Records e lançar o single "From My Heart to Yours" no final de 2008.

Nas próprias palavras de Izibor, sua música é verdadeira e honesta. Escrita a partir do seu coração. Por isso sua predileção pela produção orgânica e natural. Como ela mesmo disse “quero que as pessoas sintam e respirem minha música” Izibor que escreveu e co-produziu "From My Heart to Yours"

Musicalmente ela faz uma impressionante mistura da velha escola do R&B com técnicas modernas de produção. Ela imprime caractérísticas de sons de Otis Redding e Roberta Flack por exemplo, mas sem ficar datado. Isso é o mais legal dela, seu som não é moderninho e nem retrô. É atemporal.
 
Laura Izibor confessa que suas influências em artistas Soul do passado são enormes e orgulha-se que muito disso vai aparecer em "Let the Truth Be Told". Em suas palavras “ cada um dos meus heróis estarão de algum jeito no meu disco. Tudo é sobre o último pedaço da minha vida, há coisas muito pessoais e reais”, diz Izibor.

Na minha opinião a grande carta na manga de Laura Izibor é mesmo sua voz poderosa e sua personalidade forte para alguém tão jovem. Isso sem falar em sua beleza e sua presença que é   agradável e saudável. Fica fácil assim apostar todas as fichas nela. Seja eu, seja a Rolling Stone, ou toda torcida do Flamengo.

Sérgio Scarpelli

 
 
 
 

Conheça um pouco mais de Laura Izibor. Acesse www.myspace.com/lauraizibor