06/11/2008

Parov Stelar – Shine

Parov Stelar. Eletrônico mas com charleston e jazz.

 
 
 
 
Já que estamos vivendo a era da convergência, nada melhor do que conectar ao computador o bom e velho jazz. E tem um austríaco fazendo isso muito bem. O nome de batismo é Marcus Füreder mas ele é mais conhecido no mundo artístico como Parov Stelar. Segundo o próprio a música é como a vida e deve acompanhar o progresso, mas é necessário também recordar o passado para saber que está se escolhendo o caminho certo. E ao olhar para o Jazz, o cara acertou em cheio.

Seu estilo mistura a frieza de beats de computador com ritmos quentes como o jazz, charleston e até umas pitadas de funk. Isso faz  do seu "nujazz" algo realmente inusitado. E isso a gente comprova em seu mais recente álbum chamado "Shine". O terceiro de sua bem sucedida carreira. Sem querer fazer trocadilho mas já fazendo, Shine é seu trabalho mais brilhante, pois as texturas do jazz estão cuidadosamente encaixadas em cada beat. E a escolha de ótimas vocalistas dá um charme todo especial ao álbum. Por exemplo, a faixa "Charleston Butterfy" com vocais de Gabriella Hanninem é de um bom gosto sobrenatural. É um house ultra modernoso mas ao mesmo tempo tem um swing retrô e Gabrielle esbanja talento com sua voz meio anasalada. Um escândalo de música. A melhor do disco sem dúvida. (Ouça na edição 364 do Jazzmasters).

Outras músicas que valem uma audição cuidadosa são "Shine" com vocais de Lilja Bloom, "Come Closer" com vocais de Kristina Lindberg e "You fire" com Luke. Mas o melhor de tudo é saber que mesmo tendo muito sucesso em sua carreira, Parov não ficou preso a fórmulas e não deitou em berço esplêndido. Continuou inquieto a procura de novos elementos para sua música. E quem ganhou com isso foi a gente.

Sérgio Scarpelli

16/06/2008 18:15:17