19/11/2021

Motown.Onde Nascem os Gênios.

Conheça a história da gravadora de Detroit que revelou Michael Jackson, Stevie Wonder, Marvin Gaye, Diana Ross, Lionel Ritchie...
 
 
 
 

Por Sérgio Scarpelli

       
2648 W. Grand Boulevard em Detroit (Hitsville USA). Um endereço que parece comum mas que acabou  entrando definitivamente para história.  Tudo começou no dia 12 de janeiro de 1959, quando Berry Gordy Jr pegou emprestado 800 dólares para produzir o seu primeiro disco.

Começava assim a saga da Tamla Motown. Mais conhecida como Motown. Uma das gravadoras mais brilhantes de todos os tempos. Uma gravadora que mudou a música negra. Que mudou a  música pop. Que influenciou várias geracões. Que inventou seu próprio som.

 
 
 
 
Tudo começou aqui
 
 

O Som da Motown. O som que colocou no mundo Stevie Wonder, Marvin Gaye, Diana Ross, Michael Jackson, Gladys Knight, Smokey Robinson, Temptations…O som dos Funk Brothers uma das maiores máquinas de sucessos. Um estilo de "soul" bem característico, com a fusão do "rhythm and blues" e da música gospel marcado pelo uso de orquestração e instrumentos de sopro, por harmonias bem arranjadas e outros refinamentos de produção que era comum só na música pop.

São muitos fatos, muitos números, muitos recordes e muitas histórias. Histórias brilhantes como  as 110 músicas no Top Ten da parada. O fato é que a Motown foi um templo de criatividade e um negócio altamente rentável. Berry Gordy Jr criou uma música e um estilo negro para conquistar o público branco. E conseguiu.
 
 
 
 
Enfim, eu poderia contar aqui  centenas de histórias e curiosidades sobre a gravadora. Sobre o mítico “Estúdio A”, onde as músicas mais célebres da Motown foram gravadas.  O estúdio funcionava 24 horas por dia e era chamado de fábrica de hits. E só mais uma historinha que eu adoro contar. Sabe porque do nome Motown? Em Detroit estão grandes montadoras americanas de carros como GM, Ford e Chrysler . Detroit é a cidade do motor. É a Motor Town…   
 
Um celeiro de craques ao som dos Funk Brothers

Quando se fala em Motown, os primeiros nomes que vem a mente são Supremes, Jackson 5, Marvin Gaye, Temptations, Stevie Wonder, Smokey Robinson e por aí vai. 

Mas pelo incrível que pareça a genialidade da gravadora não era restrita só a estes nomes.

Eles eram uma espécie de vitrine de um trabalho musical com excelência. O background era tão ou mais genial que eles.

 Estou falando dos "Funk Brothers". A maior fábrica de crirar sucessos de toda a história da música. Ninguém participou de tantos hits quanto eles. Superando até os Beatles, Beach Boys, Rolling Stones e Elvis Presley.
 
 
 
 
A história toda começa em 1959 quando Berry Gordy reuniu os melhores músicos da cena do jazz e blues para iniciar a edição de canções para sua nova gravadora em Detroit, a Motown. Estava criada assim um verdadeiro "Dream Team" de músicos.

 Os Funk Brothers são mais do que meros acompanhantes da história da Motown. Eles são a própria gravadora.
 
A maior fábrica de Sucessos da História.

Talvez o melhor sonho de Berry Gordy Jr quando criou a Motown não passou nem perto do que ela se tornou na verdade. A explosão da indústria automóvel nos anos que se seguiram à II Guerra Mundial oferecia uma perspectiva de futuro e, por isso mesmo, o êxodo do Sul conservador e rural para o norte liberal e industrial não parava.

 
 
 
 
Berry Gordy Jr, o criador.
 
 

Berry Gordy experimentou o rigor das fábricas automóveis, testou a sua sorte no ringue e foi para a guerra antes de ter conhecido o cantor Jackie Wilson num bar que era propriedade de Al Green, o Flame Show. O sonho americano, para Gordy, começou aí. O calendário marcava 1957 e Dr. King organizava a luta através da Southern Christian Leadership Conference.

Em colaboração com a sua irmã Gwen, Berry escreveu "Reet Petite" para Jackie Wilson, que se tornou um sucesso regional em 1957. A revolução rock and roll estava em marcha impondo uma mesma batida a jovens brancos e negros de toda a América. Gordy percebeu muito depressa que esse era o caminho.

"Lonely Teardrops" foi outro dos temas que Gordy escreveu para Jackie Wilson e o seu primeiro real sucesso: chegou ao topo das tabelas r&b e instalou-se confortavelmente no Top 10 da parada pop. A etapa seguinte, para Gordy, seria a autonomia.

Numa época em que a indústria da música vivia ainda sobretudo de êxitos regionais e pequenas operações cuja ambição morria quase sempre à porta dos estúdios, Berry ousou sonhar mais alto, pensando uma estrutura em que artistas, músicos, compositores, produtores, vendedores e promotores trabalhavam todos em harmonia e com um objectivo comum - fabricar êxitos.

 
 
 
 

E apesar de antes terem surgido artistas negros de grande sucesso como Louis Armstrong, Ella Fitzgerald, Nat King Cole e Chuck Berry, foi a gravadora de Berry que impulsionou a música negra para ela ser o que é hoje por exemplo.

Mais do criar músicas belas, a Motown revelou artistas peso pesados da música como Michael Jackson, Diana Ross, Marvin Gaye, Stevie Wonder…só para citar os mais importantes.

A Motown inventou moda. Criou as 'girl groups', conjuntos de vocalistas femininas como Martha & the Vandellas e The Supremes. Seus artistas eram vestidos, penteados e coreografados de modo impecável, para exibições ao vivo nas tevês e shows.

Deveriam, para a gravadora, funcionar como uma espécie de "embaixadores" para outros artistas negros norte-americanos em busca de sucesso.

E o que é mais incrível é que a Motown comemora seus 50 anos no mesmo ano em que um presidente negro toma posse nos Estados Unidos.
 
Os Monstros Sagrados da Motown

 
 
 
 

The Temptations
- Um dos maiores grupos da gravadora Motown, The Temptations foi formado em 1961 por 5 rapazes de 2 grupos vocais diferentes ( The Distants e The Primes ) e ate então separados. A formação inicial era a seguinte: Otis Williams, Paul Williams, Eddie Kendricks, Melvin Franklin e El Bridge Bryant. Ao longo desses 43 anos, o grupo se mantém fiel ao titulo de melhor grupo vocal masculino de r&b de todos os tempos. Foram vários sucessos, incontáveis discos de ouro e platina, vários Grammys e milhões de copias de seus álbuns vendidos ao redor do mundo. Quem já não se pegou cantarolando “ My Girl” alguma vez na vida?

 
 
 
 

Stevie Wonder -  Ele é  Steveland Judkins Hardaway, nascido a 13 de Maio de 1950 em Saginaw, Michigan Com 11 anos ele começou a gravar (sob o pseudônimo de Little Stevie Wonder) e rapidamente se tornou conhecido como um dos mais inovadores e influentes cantores/compositores de seu tempo. Foi ele por exemplo que introduziu os sintetizadores na black music. Foi também um dos mais bem sucedidos artistas da gravadora Motown. Wonder saiu da Motown em 1971 e gravou dois álbuns que usou para forçar negociações com a gravadora. Esta concordou em dar-lhe total controle da criação e dos direitos sobre suas composições. Daí viriam os álbuns Talking Book (1972) e Innervisions (1973) continuaram o sucesso popular e de crítica, acrescentando mais temas políticos a sua música. Isto continuou em Fulfillingness' First Finale (1974) e em sua obra maior, Songs in the Key of Life. Wonder já ganhou mais de 23 prêmios Grammy.

 
 
 
 

The Supremes – Além de ser uma das grandes criações da Motown, de ter revelado Diana Ross, de ser o precursor e até hoje o melhor “Grupo de Meninas” que apareceu, as Supremes tiveram uma importância fundamental na música negra. Pois seu sucesso pavimentou o caminho para que futuros artistas de soul e R&B ganhassem as platéias dos Estados Unidos e de diversos países. Conhecidas antes como “The Primettes” e formado orginalmente por Barbara Martin, Diana Ross, Florence Ballard e Mary Wilson, as Supremes emplacaram 20 sucessos em apenas 5 anos durantes os anos 60. Para isso contavam com o primeiro time criativo da Motown formado pelos compositores Holland-Dozier-Holland.

 
 
 
 

Michael Jackson – Apresentado por Gladys Knight a Berry Gordy Jr e abraçados por Diana Ross, os irmãos de Indiana chamados Jackson 5 foram também um dos grande nomes da Motown. E revelariam ali o maior artista black de todos os tempos; Michael Jackson. O que ele já fez e o que já conquistou, será quase impossível qualquer outro artusta atingir. Seu legado está aí pra quem quiser ouvir. Seja na sua ultra bem sucedida carreira solo. Ou na sua incipiente carreira com os Jackson 5. Michael Jackson já deixou de ser cantor faz tempo para se tornar lenda.
 
 
 
 
Marvin Gaye - Um dos maiores nomes da história da música negra e da própria música em si. Um artista que significou o próprio desenvolvimento do Rhythm’n Blues através de uma Soul Music sofisticada. Sua sensibilidade era algo fenomenal. Só não era maior mesmo que sua genialidade. Ele era cantor, compositor, produtor, multiinstrumentista e arranjador.Marvin Gaye conseguia expressar em sua música uma paixão descomunal. Ela era romântico, afetuoso, erotizado e ao mesmo tempo, engajado politicamente. Seja com Tammi Terrel ou em carreira solo, foi ao lado dos Supremes o sustentáculo da Motown. E com certeza seu maior brilho.

 
 
     
 

Smokey Robinson
– Além de notável cantor, compositor e produtor, Smokey Robinson era uma espécie de Nº 2 na Motown. Robinson formou os Miracles em 1955 e com eles chamou a atenção de Berry Gordy Jr. Em 1960, "Shop Around", composta por Robinson e Gordy foi o primeiro single a render um milhão de dólares à recém-nascida gravadora, que com isto decolou de vez. O inesquecível falseto de Robinson e sua habilidade de mesclar belas melodias com letras sofisticadas, renderam grandes sucessos Ele escreveu mais de 4.000 canções.

\