25/05/2009

M. Nahadr - Eclecticism

Grande poder vocal, carisma e talento são as marcas registradas da eclética M. Nahadr.
 
 
 
 

Mais uma senhora cantora emerge dos palcos de Nova York para encantar o mundo inteiro. Trata-se de M. Nahadr que brilhou intensamente na Off Broadway no espetáculo “ Madwoman: A Contemporary Opera” e que agora está se lançando com o álbum “Eclecticism”.

Quando você vê M. Nahadr trata-se de uma figura exótca. Como uma cantora de pele clara pode ter uma voz tão negra? A explicação é simples. M. Nahadr é uma negra albina. Ou seja, aquela voz tem razão de ser. Um timbre que lembra o de Cassandra Wilson mas com mais energia e Soul.

M. Nahadr cresceu vendo de perto luta pelos direitos sociais dos negros nos Estados Unidos. O que poderia ser um problema, se tornou algo único dentro dela. Como ela  diz “ estas armadilhas que a vida nos proprociona, se bem encaradas, servem para o nosso crescimento interno”.

Realmente M. Nahadr é algo único. Uma artista que parece ser movida pela intuição. Sua música mais do que encantar os ouvidos, sossega a alma. Parece-me que cantar para ela é como o ar que ela respira. Tão natural e tão vital quanto isso.

Falando de “Eclecticism”, é um  álbum que mostra uma expressão espontânea de M. Nahadr. Nada parece proposital.  Tudo flui dentro de padrões altos de qualidade e uma criatividade musical extrema. E como o próprio nome sugere é de um ecletismo magnífico.

M. Nahadr vai bem tanto em baladas jazzísticas como em Funks mais dançantes. Em todas as faixas mostra uma cantora exuberante capaz de transformar suas visões diferentes da vida em música. E isso é claro, tem muito de sua passagem e experiência no teatro.

Destaques para as faixas "Nevermind", "Pass It On", "We Must", "Deep In A Shallow Bed", "Searching", "Trip", "Blue Morning Sunday", "Funny Ha Ha Or Funny Strange" e "I Don't Know Why". Ou seja, quase todo o álbum. Mas tudo é bom em se tratando de M. Nahadr. Fazer o que?


Sérgio Scarpelli


Conheca mais M. Nahadr. Acesse www.myspace.com/mnahadr